Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.
Início do conteúdo
Página inicial > Comunicação > Notícias > Curso de Apoio Matricial na Atenção Básica tem início em cinco municípios gaúchos
RSS
A A A
Publicação:

Curso de Apoio Matricial na Atenção Básica tem início em cinco municípios gaúchos

Auditório com pessoas sentadas.
O aperfeiçoamento no Curso de Apoio Matricial na Atenção Básica tem carga horária total de 180 horas e ocorrerá por 6 meses, no formato EAD, com 5 aulas presenciais na Escola de Saúde Pública. - Foto: Ascom/ESP

Cerca de 40 profissionais da área da saúde participaram nesta quinta-feira (21), da aula inaugural do curso de aperfeiçoamento em Apoio Matricial na Atenção Básica com ênfase nos Núcleos Ampliados de Saúde da Família e Atenção Básica (NASF-AB), na ESP. A atualização é promovida há mais de 10 anos pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP), da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz). No Rio Grande do Sul, são cinco municípios a receber o curso: Porto Alegre, Ijuí, Pelotas e Santa Maria.

A abertura do curso para duas turmas da capital foi feita pela professora Teresinha Valduga Cardoso, que é diretora da Escola de Saúde Pública e destacou a importância de uma equipe multiprofissional e da atenção básica no tratamento dos pacientes, baseado em suas informações, inclusive sobre a região onde mora: “Se começa a entender o território de onde ele vem e, muitas vezes, as necessidades daquele território fizeram ele precisar de uma internação hospitalar. Eu sempre defendi que a atenção básica é fundamental. Porque é na atenção básica que se promove a saúde e também é nela que se previne saúde”, destacou a diretora.

O objetivo do curso, que é semipresencial e destinado a gestores da Atenção Básica e equipes de referência da Atenção Básica e Saúde da Família, é qualificar os profissionais da atenção básica para melhoria do Sistema Único de Saúde (SUS). Conforme, Ernane Ferreira Maciel, que é orientador de aprendizagem da Fiocruz, este mês 2000 profissionais começaram o curso em todos os estados do país. O objetivo é qualificar a vivência e prática desses profissionais pela perspectiva do respeito à singularidade: “A partir da reflexão da prática, eles qualificam as intervenções em saúde e assim o paciente percebe a mudança no atendimento e a melhora do seu estado de saúde”, afirma Maciel.
O aperfeiçoamento no Curso de Apoio Matricial na Atenção Básica tem carga horária total de 180 horas e ocorrerá por 6 meses, no formato EAD, com 5 aulas presenciais na Escola de Saúde Pública.

Endereço da página:
Copiar
ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA