Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.
Início do conteúdo
Página inicial > Comunicação > Notícias > Primeira residente de fisioterapia da ESP relata experiência de trabalho na Bahia
RSS
A A A
Publicação:

Primeira residente de fisioterapia da ESP relata experiência de trabalho na Bahia

Fisioterapeuta Letícia Falleiro conversa com alunos das residências de fisioterapia e pneumologia
Na conversa com alunos, Letícia dividiu os relatos da vivência teórico-prática fora do Rio Grande do Sul - Foto: Gabriel Severo

A atividade de reflexão teórica do Programa de Residência Integrada em Saúde recebeu a convidada Letícia de Moraes Falleiro para uma palestra sobre seu trabalho na diretoria da Atenção Básica da Secretaria Estadual de Saúde da Bahia, na terça-feira, 24. A profissional fez parte da primeira turma de residentes do Núcleo de Fisioterapia de Ênfase na Atenção Básica, formados em 2008, pela Escola de Saúde Pública (ESP/RS).

Na conversa com alunos do primeiro e segundo ano das residências de fisioterapia e pneumonologia, Letícia dividiu as experiências da vivência teórico-prática fora do Rio Grande do Sul, como o trabalho de apoio institucional nas diversas regiões do Estado baiano. “Aqui na residência aprendi sobre a importância do trabalho em equipe, assim como do debate entre os colegas, e utilizo esse conhecimento na minha prática cotidiana”, relata. Ela enfatiza, principalmente para todos que estão em processo de formação, a importância do estudo na qualificação do profissional. “Eu sou fisioterapeuta, mas preciso entender como funciona a saúde do idoso, a saúde da população negra, etc”, exemplifica Letícia. 

A fisioterapeuta diz que, depois de se formar, conversou com uma colega de profissão, que lhe sugeriu a possibilidade de trabalho na Bahia. Durante um ano, atuou em domicílio com pilates e reeducação postural global (RPG), mas não ficou satisfeita. “Passei a achar muito solitário o que eu fazia, principalmente depois de ver diversos colegas no trabalho integrado dentro da atenção básica”, conta. Após esta experiência, surgiu a oportunidade dentro do Governo Estadual, onde já trabalha há quatro anos.

O tutor do núcleo de fisioterapia da ESP, José Cláudio dos Santos Araújo, explica que o objetivo da residência multiprofissional é fazer a integração das várias áreas da saúde, preparando os alunos para o futuro na profissão. “Cada setor tem sua importância e especificidades. É preciso juntar as áreas, pois a união de saberes entre os colegas gera reflexos na qualidade do serviço prestado”, explica.

Letícia adiantou que lançará um livro com relatos dessa experiência, por meio da editora da Rede Unida. A obra tem previsão de lançamento para o fim de 2014 e terá a possibilidade de consulta online no site da editora.

Endereço da página:
Copiar
ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA