Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.
Início do conteúdo
Página inicial > Comunicação > Notícias > Seminário debate fortalecimento da ESP/RS
RSS
A A A
Publicação:

Seminário debate fortalecimento da ESP/RS

Participantes reunidos no auditório da ESP
Participantes propõem ampliação dos espaços de participação da ESP. - Foto: Ildefonso Gonçalves

O fortalecimento institucional  e a busca de estratégias e ações que assegurem  a descentralização das atividades da Escola de Saúde Pública (ESP/RS) estão entre os principais temas debatidos no  seminário realizado na terça-feira (25) no auditório da instituição. O seminário “Desenvolvimento Institucional da Escola de Saúde Pública” apontou ainda a proposta de ampliar os espaços  de participação e construção coletiva da ESP.

Outra proposta defende a participação de representantes de todas as equipes que atuam na instituição nas reuniões dos Núcleos Regionais de Educação em Saúde Coletiva (NURESC), vinculados às Coordenadorias Regionais de Saúde e estratégicos para a política de descentralização das ações de educação em saúde coletiva no Estado. A ideia é que desses encontros sejam definidas propostas que fortaleçam  ações descentralizadas de educação permanente voltadas a qualificação dos trabalhadores do SUS no Estado.

A área de comunicação  apresentou o novo site da ESP/RS, desenvolvido pela Companhia de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs),  que está em fase de inserção de conteúdos e tem previsão de estar online e a disposição para consultas  até o final  de abril. A nova ferramenta garantirá mais agilidade  à comunicação interna e externa da instituição, permitindo também a veiculação de vídeos, áudios e fotos das atividades realizadas.

O encontro objetivou ainda a apresentação das atividades desenvolvidas pelos grupos de trabalho da ESP criados para a qualificação e modernização da instituição e para a atualização de seus  documentos pedagógicos. A vice-diretora da ESP, Waleska Antunes da Porciúncula Pereira,  relatou as ações e projetos que já estão em andamento visando a qualificação da capacidade instalada. Citou a melhoria da infraestrutura da Escola, entre elas projeto arquitetônico de modernização e adequação da área física, incluindo normas de acessibilidade, a aquisição  e instalação de  ar-condicionado, de computadores, mobiliário, cortinas, aparelhos de TV, entre outros.

“Nossa meta é adequar a ESP as normas do Ministério da Saúde para que possamos voltar a ser instituição certificadora de cursos técnicos e em nível de Especialização”. Destacou ainda as tratativas que estão sendo feitas com o objetivo de assegurar a estruturação, via Nuresc, de polos de ensino regionais qualificados  e estruturados, inclusive com laboratórios de ensino regionais.

 

Endereço da página:
Copiar
ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA